Clube Recreativo Dom Pedro II

Milton, um homem bom, justo e único. Desses que Deus manda para a terra para alegrar a passagem da gente e ajudar na nossa evolução. Figura carismática e doce, que ouvia a todos atentamente, com olhos, ouvidos e, principalmente, com o coração. Enxergava as coisas e as pessoas com bons olhos e humanidade.

Era daquelas pessoas que a gente tem o prazer de ter por perto e passar horas conversando. Seu bom humor e sua leveza deixavam a vida mais fácil e gostosa de levar, não só para ele, mas para todos à sua volta. Por isso, colecionava amigos.

Como pai, transbordava amor e orgulho ao falar de seus filhos, de sua esposa e das suas Marias. Era um homem à frente da sua geração, tecnológico, moderno e visionário!
Talvez por ser tanto e tão evoluído, essa partida tenha sido tão repentina e tão precoce. A nós, que tivemos o prazer de conhecer e conviver com ele, ficam os ensinamentos que ele deixou, a saudade dos papos, das brincadeiras, das musiquinhas… E, principalmente, fica a gratidão por termos tido a benção de conviver com alguém tão iluminado.

Para a família, um abraço carinhoso de cada um de nós, a quem ele adotou como filhos, e a certeza que ele cumpriu sua missão e está ao lado de Deus, olhando por nós.

Não haverá velório. O corpo será velado e cremado em cerimônia reservada a família.